A BA-275 que liga o Distrito de Barrolândia ao Porto da Veracel em Belmonte foi inaugurada em 2005 e ao longo desses anos já passou por dois recapeamentos.  E mesmo com algumas operações tapa- buracos que são feitas em alguns trechos, o desgaste no asfalto aumenta a cada dia e contribui para o surgimento de buracos na estrada.

Devido à má qualidade da camada asfáltica aliado ao período chuvoso, os buracos existentes se transformam em armadilhas que provocam acidentes, muitos deles fatais.

O cidadão que paga pesados impostos quando compra seu carro e combustível, bem como impostos municipais anuais para circular com seu veículo e muitas vezes não vê o retorno de sua contribuição.

Os proprietários das frotas de veículos pesados como caminhões, carretas e ônibus, que causam o maior desgaste e prejuízo ao pavimento das estradas, deveriam pagar impostos proporcionais à sua utilização das vias públicas, para continuar a obter boas condições para a operacionalização de suas empresas.

Enquanto ações efetivas não são realizadas para resolver de fato o problema, e não de modo paliativo com operações tapa-buracos, os motoristas vivem o drama arriscado de transitarem por este trecho que permanece cheio de buracos, parecendo uma colcha de retalho sujeitos ao perigo iminente.