Belmonte marca o Dia da Consciência Negra (20 de novembro) com apresentação da Associação Cultural e Desportiva Art-Baiana Capoeira que realizou caminhada pelas ruas da cidade, roda de capoeira e samba de roda, reafirmando que o lugar do PRETO é onde ele quiser estar.
O evento contou com a presença de pessoas que passavam pela avenida principal e acompanhou o cortejo a pé ou em seus veículos, tendo até quem se aventurasse na ginga durante a roda da capoeira ou samba de roda que marcou o encerramento.
Este dia é um convite à reflexão sobre a população negra, onde é preciso entender que todas as vidas importam, inclusive a do negro. O nome Consciência Negra deriva de um movimento antiapartheid que com greves enfraquecia a política segregacionista na África do Sul.
 
 
A Associação Cultural e Desportiva Art-Baiana Capoeira tem mais de trinta anos prestando serviço à comunidade de Belmonte, comandada pelo Mestre Malícia, vem nessa data ressaltar a importância do líder Zumby dos Palmares nascido em Alagoas em 1655 e morto por bandeirantes no dia 20 de novembro de 1695, Zumby se tornou o símbolo da luta pela liberdade e valorização do povo negro. 
 
 
 
#VIDAS NEGRAS IMPORTAM