A Câmara Municipal de Belmonte, sob a presidência do vereador Aelson Matos, o “Calango” realizou na manhã desta segunda-feira (21/12) uma sessão solene para homenagear moradores e personalidades notáveis do município com o Título de Cidadão Honorário. A sessão foi marcada pela emoção de amigos e familiares que participaram da sessão solene para a outorga da honraria a 8 cidadãos, que passam agora a apresentar a naturalidade belmontense por mérito e especial destaque no cenário sócio-cultural-administrativo e até religioso da comunidade.
 
Foram homenageados:
Padre Clodoaldo dos Santos da Paroquia de Barrolândia, a funcionária da Câmara Senhora Idalice, o Pastor Valdemir da Assembléia de Deus, o Pastor Daniel Vinhas da Congregação Presbiteriana de Barrolândia, Senhor Nilton funcionário da Caixa Econômica, Cleber da Banda Semba, Antônio Pedreira de Barrolândia e Cantídia da Silva Sérgio. (os dois últimos nomes não estiveram presente para receberem seus títulos)
O presidente da Câmara Municipal, vereador Aelson Matos disse que o momento foi singular e quando a Câmara Municipal outorga um título de cidadania honorária, ela está equiparando o homenageado a uma pessoa nascida no Município, e distinguindo-a com especial destaque no cenário sócio-cultural-administrativo e até religioso da comunidade. “O Título de Cidadão equipara a pessoa homenageada a uma adoção oficial. A pessoa agraciada passa a ser um irmão, um conterrâneo, uma pessoa da terra natal. Mesmo que um homenageado não tenha nascido ou não resida no Município, para que se lhe conceda tal homenagem, faz-se necessário que se diga o que ele (homenageado) fez, sem visar lucros, interesses pessoais ou profissionais, em defesa do povo do Município que lhe concedeu tal cidadania”, destacou o presidente.
A Câmara de Belmonte entra em recesso legislativo na nesta segunda-feira (21) e, com isso, 8 parlamentares que ocupam uma cadeira na atual Legislatura se despedem das sessões ordinárias, por não terem conseguido a reeleição no último dia 15 de novembro.
 
Fotos: Anselmo