Oito novos juízes de direito tomaram posse nesta última semana de abril de 2021 em comarcas que estavam sem titulares no extremo sul baiano, após formação de uma nova turma de magistrados. O presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, desembargador Lourival Almeida Trindade, nomeou no último dia 23 de abril em cumprimento a um dos principais compromissos assumido, em seu discurso de posse no último dia 3 de fevereiro, com a assinatura do decreto de designação de 50 novos juízes substitutos, aprovados, no último concurso público de 2019, para ingresso na carreira da magistratura, para atuação em comarcas do interior da Bahia, ainda prometendo nomear outros 50 juízes em dezembro deste ano.

Atualmente existem 154 comarcas vagas na Bahia, mas os novos juízes foram distribuídos para as comarcas com a maior taxa de congestionamento processual, maior tempo de vacância e dificuldade de provimento por juiz titular. Portanto, uma lista de 50 comarcas foi disponibilizada para escolha dos magistrados, observando-se a ordem decrescente de antiguidade, com base na classificação no concurso público. No dia da designação, em 23 de abril, foi também o dia que os novos magistrados encerraram o curso de formação, realizado pela Universidade Corporativa (UNICORP) e entraram em exercício já na última segunda-feira, dia 26 de abril.

Dos novos 50 juízes designados para comarcas vagas no Estado, 8 deles tomaram posse em comarcas da região do extremo sul da Bahia. O juiz Carlos Eduardo da Silva Limonge, tomou posse na comarca de Medeiros Neto; juíza Cíntia França Ribeiro, comarca de Caravelas; juiz Gustavo Vargas Quinamo, comarca de Prado; Pedro Cardillo Filho de Proença Rosa Ávila, comarca de Mucuri; juiz Guilherme Vitor de Gonzaga Camilo, comarca de Nova Viçosa; juiz Virgílio de Barros Rodrigues Albino, comarca de Itanhém; juiz Rodrigo Alves Rodrigues, comarca de Itamaraju; juíza Gisele de Assis Campos, comarca de Belmonte.