Há alguns POLITICOS que nem sequer assumiu ainda o mandato, mas já deixam a desejar nos bastidores dando sinais de orgulho e vaidade.

Quem é vaidoso tende a se preocupar excessivamente com sua imagem perante os outros, muito mais do que se espera dele.

O problema começa quando a pessoa pauta sua vida apenas pelas aparências e, pior, julga os outros com base nisso, sem mesmo conhecê-lo de fato.

A poeira e as bandeiras precisam ser baixadas dentro e fora de campo, o ar precisa ficar mais puro para decidir o futuro da cidade nos bastidores do legislativo. É hora de respirar fundo e fazer um silêncio profundo, sobre o ontem, o hoje e o amanhã.

É momento de rezar, orar, refletir e pensar melhor sobre todos os nossos atos, ações e omissões. Se não quisemos ver nosso povo sofrendo mais ainda por causa daqueles ELEITOS E REELEITOS que juraram serem nossos representantes, mas brigam nos bastidores por espaços, regalias e poder.

Todos precisam tocar em frente sem deixar para trás ressentimentos, mágoas e ilações. Haja vista que, no calor das discussões da campanha, e nas defesas das ideias e dos ideais políticos, nem sempre usamos a nossa cabeça para pensar, ou mesmo, o coração para amar, a nós mesmos e aos nossos semelhantes.

Para isto, é preciso que cada um se desarme, parem de brigar por presidência de Câmara, por secretarias e cargos, parem de ameaçar quem precisa da sua ajuda em prol da população, e pense no povo que sofre por causa do orgulho e da vaidade de políticos que destroem seu talento de trabalhar pelo o povo e por Belmonte.