Diferente do que muitas pessoas acreditam, apesar de ser um tributo cobrado pelo município, o IPTU não tem ligação direta com melhorias estruturais na cidade. Em outras palavras, o valor arrecadado com o imposto não está comprometido com obras para melhorar as ruas, a iluminação pública, criar parques, etc.
 
Se você quer saber logo para que serve o IPTU, vamos te contar:  o valor arrecadado pelo IPTU é encaminhado para os cofres públicos, e serve para pagar uma infinidade de contas que a administração municipal tem que honrar, como contratos de prestação de serviços e pagamento de salários de servidores municipais.
Resumindo: o valor arrecadado com IPTU se junta a outros impostos recebidos pelas prefeituras (como o ISS, Imposto Sobre Serviços), acumulando uma grande quantia de dinheiro, que então recebe diversos destinos. Atualmente, cada cidade precisa destinar 15% de todos os impostos arrecadados para a saúde e 25% para a educação.
 
Os demais serviços que uma cidade possui, como a coleta de lixo, manutenção de parques e locais públicos e transporte municipal são responsáveis por gastar os outros 60% arrecadados com a tributação municipal.
 
Sem a arrecadação do imposto, a verba das prefeituras dependeria exclusivamente de repasses dos Governos Estaduais e Federais, além do recebimento de outras pequenas quantias vindas do IPVA e de outras tributações de menor alcance.
Esse modo de utilização do imposto é um mecanismo de cobrança progressiva, algo que é permitido pela Constituição, mas pouco utilizado pela maioria das cidades
Para calcular o valor venal do imóvel, são levados em consideração três fatores:
 
1.     Tamanho do terreno;
2.     Localização da propriedade;
3.     Área construída (medida em metros quadrados).
 
No caso de um terreno de 1000 m² que possui construção em uma área de 600 m², essa área construída tem mais peso no cálculo do que o tamanho do terreno. Feita a avaliação dos parâmetros mencionados, os técnicos da prefeitura multiplicam o valor venal pela alíquota de IPTU aplicada pelo município, e concluem qual deve ser o valor pago durante o ano. 
 
Agora que você já sabe para que serve o IPTU, para onde seu imposto vai, fica mais fácil compreender, vamos unir forças com a Prefeitura de Belmonte e nós beneficiar de mais estrutura, saúde, educação e o mais importante geração de emprego.