Com a nomeação do parlamentar federal João Roma (Republicanos) para o Ministério da Cidadania, a leitura que tem sido feita no grupo do ex-prefeito ACM Neto, presidente do Democratas, é de que o Republicanos se fortaleceu e entrou na briga de vez por uma vaga na virtual chapa do democrata ao Governo da Bahia em 2022.

Em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia divulgada nesta terça-feira (16), o presidente da sigla no estado, o deado federal Márcio Marinho, admitiu e disse que a legenda vai pleitear um espaço na majoritária.

“É evidente que qualquer partido que deseja crescer, se fortalecer, precisa ter votos. Essa é a realidade. Nesses dois anos, nós vamos construir uma estrutura, uma musculatura político-partidária que nos possa permitir em 2022 estarmos pleiteando espaço de composição na chapa majoritária, mas está cedo para discutir sobre isso. O que vamos fazer é continuar trabalhando”, declarou.

“É evidente que, com um indicado do partido, um deado da estrutura e competência do João Roma, vai nos ajudar cada vez mais a fortalecer o partido no estado. E aí o futuro a gente vai ver lá na frente como estaremos para pleitear essa participação na chapa majoritária”, pontuou Marinho.

Ainda de acordo com o impresso, Marinho, que foi candidato a vice na chapa de ACM Neto à Prefeitura de Salvador em 2008, afirmou que não é o momento agora para discutir se o Republicanos ficaria com o espaço de vice-governador ou do Senado, mas fez questão de ressaltar que quer “ajudar a Bahia passar por essa transformação que Salvador passou”.

O Ministério da Cidadania é um dos mais cobiçados cargos do governo federal, por ser responsável pelo cadastramento do Bolsa Família, do auxílio emergencial, e outros programas sociais e esportivos. Estima-se que o orçamento da pasta no ano passado foi de R$ 430 bilhões. Para efeito de comparação, o orçamento do estado da Bahia em 2020 foi de R$ 49,2 bilhões.

Nas redes sociais, Roma agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a nomeação. “Assumir o Ministério da Cidadania é uma missão desafiadora onde dedicarei todos os meus esforços. Para mim, nordestino, é uma grande honra representar a nossa região como ministro de estado, responsável por pror a dignidade da nossa gente, através de ações que estimulam o desenvolvimento social dos brasileiros. A missão maior é não deixar ninguém para trás e garantir direitos e benefícios para aqueles que mais precisam. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro pela confiança e ao meu partido, Republicanos, na pessoa do presidente Marcos Pereira, pelo total apoio e incentivo”, disse.